Flamengo caminha por renovação com Bruno Henrique e espera por Gabigol até fim da próxima semana

Otimismo por Bruno Henrique e limite por Gabigol. O ano virou, e o Flamengo não quer mais perder tempo na definição do elenco que Jorge Jesus terá em mãos para buscar novos títulos em 2020. A prioridade está na dupla de ataque. O Rubro-Negro se reunirá nos próximos dias para definir a renovação contratual do camisa 27 e coloca o fim da semana que vem como limite para a novela envolvendo o número 9.

Com uma negociação arrastada desde o final de agosto, quando entrou em consenso com a Inter de Milão para comprar 80% dos direitos econômicos por 16 milhões de euros (cerca de R$ 72 mi), o Flamengo teme ficar para trás no mercado em caso de recusa do artilheiro de 2019. Ciente de que precisará de tempo para se movimentar por uma reposição, o clube espera uma sinalização de Gabriel e seus representantes em no máximo dez dias.

Não houve um ultimato oficial, mas as partes estão cientes de que aguardar até o fim da janela europeia, dia 31 de janeiro, está fora de cogitação. Dirigentes rubro-negros se reuniram com o empresário Júnior Pedroso e o advogado Cristiano Torelli em Doha para tratar o tema e ficaram otimistas. A demora para uma resposta, entretanto, começa a incomodar.

O Flamengo já expôs ao atacante o quanto é capaz de esticar a corda financeiramente por um contrato de quatro temporadas. O valor é abaixo da pedida inicial de Gabriel, mas a distância é contornável e as partes avaliam a possibilidade de um acordo com previsão de bônus por metas alcançadas.

Gabriel passou o réveillon na Bahia, esteve no Rio de Janeiro no primeiro dia do ano para tratar de assuntos particulares e já seguiu viagem em seu roteiro de férias. O jogador pediu para seus representantes para ficar alheio sobre as questões que envolvam seu futuro para que possa desfrutar dos momentos de lazer.

Já a situação de Bruno Henrique é mais confortável para o Flamengo e caminha para um final feliz. Com contrato até o fim de 2021, o atacante discute uma renovação por valores maiores. Clube e representantes ainda avaliam se o vínculo será ampliado por um ou dois anos, mas os dois lados estão otimistas quanto a um desfecho favorável.

A intenção dos próprios empresários de Bruno Henrique na ocasião da compra ao Santos era assinar por cinco temporadas (até o fim de 2023), mas o Flamengo foi mais comedido. Com o rendimento acima da média em 2019, é consenso de que é necessário remodelar o acordo.

Bruno Henrique está na mira de clubes da China, mas nenhuma proposta oficial foi apresentada até o momento. Mudanças nas regras do mercado daquele país impuseram um limite salarial de 3 milhões de euros por temporada, montante que se aproxima do que o Flamengo é capaz de pagar, tornando o cenário favorável para permanência.

Empresários de Bruno Henrique, os ex-jogadores Denis Ricardo e Wellington Paulo vão se reunir nos próximos dias com a diretoria rubro-negra para avançar no tema.

O elenco principal do Flamengo está de férias até o próximo dia 22. No dia 7, um grupo formado na maioria por jovens do time sub-20 vai se apresentar no Ninho do Urubu e iniciar os trabalhos visando a estreia no Campeonato Carioca, dia 18, contra o segundo colocado da seletiva.

Fonte: Globo Esporte