Ídolo do Flamengo aponta fator que ajudou trabalho de Jesus no clube; veja

“O Jorge Jesus faz um grande trabalho no Flamengo, já havia feito por anos no Benfica. É um grande treinador, colocou um pouco da filosofia europeia e adaptou no Brasil. Nossos jogadores entendem esse perfil, alguns jogaram na Europa. Ele veio para dar o último toque de classe para o nosso time. As coisas estão acontecendo em campo. O pessoal já está acostumado com o jeito dele trabalhar. Ele é muito enérgico, vive muito o futebol. Assim como cobra, também faz elogios. Os jogadores sabem que ele quer o melhor para eles. O grupo já comprou a ideia, e os resultados estão aparecendo”, disse o ex-jogador.

“Na Europa, acostumamos a jogar com uma intensidade muito alta. O Jorge é europeu e entende isso. Ele revolucionou o Benfica, sua qualidade é indiscutível, é de alto nível. Nossos jogadores são inteligentes, acostumados com esse tipo de jogo, muitos jogaram na Europa e têm essa metodologia dentro de si. Hoje, são os líderes do time. Isso facilitou”, completou.

Além de falar no treinador português, o ex-zagueiro ainda avaliou como vem sendo o trabalho de seus “sucessores” no setor defensivo do clube. Juan ainda deu um destaque maior para Rodrigo Caio, que, segundo ele, é um jogador que lhe chamava a atenção antes mesmo de se juntar ao elenco do Flamengo.

“Pablo Marí e Rodrigo Caio estão em um grande momento. Com o Léo Duarte já estava rendendo bem. Thuler entrou bem, o Rhodolfo retomou seu nível. Quando o time funciona, a coisa fica mais fácil para todos. Sempre admirei o Rodrigo Caio, e hoje está defendendo nosso time, o Flamengo. Tem se destacado muito, não é à toa que voltou à Seleção”, afirmou.

Fonte: FOX Sports