Rodrigo Caetano processa torcedores do Fla por injúria e calúnia

De acordo com o jornal O Globo, Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Flamengo, move desde o ano passado dois processos contra torcedores alegando injurias e crime contra a honra. Os também sócios do clube, teriam ofendido Rodrigo em publicações na internet.

Um dos processos corre em Florianópolis, na 1º vara cível e o outro em Curitiba, na 22º vara cível. Ambas as acusações tratam-se de interpelações judiciais , onde Rodrigo (o interpelante), notifica aos acusados que caso não deixem de continuar suas criticas, serão processados de maneira cível e criminal.

Em resposta às acusações, o advogado Rafael Furtado Madi e que também é sócio do clube e defende os dois acusados, afirma que responderá a interpelação. Rafael disse que discordará da tipificação de injúria e calúnia e  defendendo o direito de liberdade de expressão.

— Vamos responder a ele na mesma altura. Não vai ficar dessa maneira. Como um dirigente começa a processar torcedor que não concorda com ele? — questionou o advogado.

O advogado Bruno Dubeux, indicado pelo Flamengo e que defende Rodrigo, explicou que as acusações não são pelas críticas, e sim pelas ofensas morais sofridas por Caetano.

— O Rodrigo Caetano respeita todas as críticas ao seu trabalho, mesmo aquelas desprovidas de fundamento, mas repudia veementemente todas as manifestações que extrapolam o direito constitucional de liberdade de expressão e de pensamento e acabam por atingir sua honra pessoal, seu caráter e sua dignidade. As citadas ações não possuem a nação rubro-negra como destinatária, mas sim indivíduos que, a pretexto de criticarem seu trabalho, acabam por ofender sua honra e seus direitos como pessoa —, explicou Bruno.

Fonte: Coluna do Flamengo