Jadson quase acertou com o Flamengo na semana passada

Depois de conseguir o “sim” de Jadson, o Corinthians quer apresentá-lo como principal reforço para temporada de 2017 na noite desta quarta-feira, antes do amistoso contra a Ferroviária, na arena em Itaquera. Mas o meia por pouco não se tornou jogador do Flamengo.

O vice-presidente de futebol do Rubro-Negro, Flavio Godinho, chegou a se reunir com o empresário de Jadson, Marcelo Robalinho, na quarta-feira da semana passada. A proposta, inclusive, era maior do que a corintiana. O negócio só não saiu porque Godinho acabou preso no dia seguinte. O dirigente é acusado de participar de ocultação e lavagem de dinheiro das propinas que eram recolhidas das empreiteiras que faziam obras públicas no Rio de Janeiro.

Sem a participação de Godinho, as conversas com o Flamengo esfriaram e Jadson resolveu dar prioridade ao Corinthians. O meia também tinha em mãos propostas oficiais de Grêmio, Atlético-MG e Atlético-PR. Todas com valores próximos ao do Timão e menores do que ao do Fla.

No fim, pesou a vontade de Jadson em retornar ao Parque São Jorge. O meia aceitou fechar contrato por dois anos, um a menos do que sonhava. Ele também teve de engolir um salário menor, de R$ 450 mil por mês. As luvas, diluídas em 24 meses, vão render aproximadamente R$ 125 mil a cada 30 dias. Importante: Jadson não concordou com a ideia da prorrogação automática do contrato caso ele dispute pelo menos 50% das partidas do time em 2018.

O Corinthians e os advogados de Jadson trabalham desde a noite desta terça os últimos detalhes das minutas do contrato, que deve ser assinado a qualquer momento. A ideia do marketing alvinegro é apresentá-lo ao melhor estilo NBA, com Jadson sendo chamado no centro do grado da arena antes de a bola rolar diante da Ferroviária.

Fonte: Blog do Jorge Nicola