Atlético-PR não aceita proposta e Inter desiste de Marcelo Cirino

O Inter não conseguiu a contratação de Marcelo Cirino. Após acertar-se com Flamengo (que tem ainda um ano de contrato com ele), o jogador e a Doyen Sports, dona de parte dos direitos dele, o Atlético-PR travou o acordo.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, o clube paranaense sequer quis analisar a oferta para novo empréstimo ao considerar a Série B uma vitrine ruim. Com o Furacão, Cirino tem contrato até 2019.

E o Colorado já tinha alinhado as demais partes do negócio. Flamengo estava disposto a abrir mão do ano de contrato que ainda possui com o jogador para não pagar uma dívida prevista em contrato com a Doyen. O Fla seria obrigado a comprar parte do atleta, mas o Inter assumiria o valor. Cirino também estava de acordo e motivado a atuar pelo Colorad. E a Doyen Sports também tinha aceito vender 20% dos direitos do atleta por aproximadamente R$ 1,5 milhão. Restava apenas a situação do Atlético-PR, onde parou o negócio.

Desta forma, o clube gaúcho desistiu do acordo e focará, agora, na tentativa de contratar Carlos, do Atlético-MG. “Não falamos especificamente de nomes ou jogadores porque isso pode atrapalhar qualquer negociação. Mas é um negócio complicado, todos sabem. Envolve muitas partes e interesses”, disse o vice de futebol vermelho, Roberto Melo, à Rádio Bandeirantes. 

Agora Cirino, por enquanto, cumprirá o vínculo no Rio de Janeiro. E com isso a dívida que tinha saído da responsabilidade do Fla, volta a lhe exigir pagamento.

Inter busca atacantes

A saída da negociação por Cirino não tira o Inter da rota de atacantes. A direção colorada quer ao menos mais um jogador para o sistema ofensivo e considera o setor o mais carente do elenco. Roberson, vindo do Juventude, foi o único a chegar ao grupo para tal local de campo. Atualmente forma dupla titular com Diego, oriundo da base.

Fonte: UOL